Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Construção contrata 399 mil trabalhadores no 3º tri e tem o melhor resultado por setor, aponta Pnad Contínua

Na análise da ocupação no mercado de trabalho por atividade econômica, a Construção Civil surpreendeu no terceiro trimestre, gerando 399 mil empregos na comparação com o segundo trimestre, conforme os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O número de pessoas ocupadas na Construção Civil passou de 5,323 milhões no segundo trimestre para 5,722 milhões no terceiro trimestre, registrando assim o resultado mais positivo por setor no mercado de trabalho no terceiro trimestre.

Dados gerais do mercado de trabalho no Brasil
Segundo os dados da Pnad Contínua, a taxa de desocupação chegou a 14,6% no terceiro trimestre, a maior da série histórica iniciada em 2012. Com isso, subiu para 14,1 milhões o número de brasileiros que estão sem trabalho, com acréscimo de 1,3 milhão de brasileiros que entraram na fila do desemprego no último trimestre.

A população ocupada, que desceu a 82,464 milhões de pessoas, menor nível da série iniciada em 2012, encolheu 1,1% na passagem do segundo para o terceiro trimestre, indicando o fechamento de 883 mil vagas no período.

Matéria publicada na Abrainc