Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Construção modular com paredes de concreto: veja as vantagens

Em Santa Catarina, na região de Criciúma-SC, um conjunto habitacional com edifícios T+3 (térreo mais 3 pavimentos) avança em tempo recorde. Em pouco mais de um mês, toda a estrutura de dois prédios consegue ser entregue para a equipe de acabamento finalizar a obra. A velocidade é resultado de tecnologia ainda inovadora no Brasil, apesar de consagrada na Europa, na Ásia e na América do Norte. Trata-se da construção modular com paredes de concreto, que no Brasil tem a BPM Pré-Moldados – cliente da Cimento Itambé – como uma das pioneiras na utilização desse sistema. Na entrevista a seguir, o diretor da empresa, o engenheiro civil Nivaldo de Loyola Richter, explica as vantagens da tecnologia. Confira:

O sistema de paredes de concreto que a BPM utiliza pode ser definido como construção modular com paredes de concreto?
Sim, a BPM produz peças planas (paredes e lajes) com modulações estabelecidas em conjunto com o arquiteto e a construtora, buscando sempre a racionalização do projeto, dos custos, dos prazos, da utilização de materiais e da mão de obra.

A obra em que está sendo empregada a tecnologia é um condomínio com edifícios T+3 (térreo mais 3 pavimentos). Para edificações com mais pavimentos ela também pode ser aplicada? Qual o limite de pavimentos?
O sistema de paredes de concreto pré-fabricadas não tem limitação quanto ao número de pavimentos. Porém, deve ser verificado o entorno da edificação para análise dos movimentos das gruas e dos guindastes, e acessos para a montagem da obra.

Em relação ao sistema de paredes de concreto que usa fôrmas montadas “in loco”, quais as vantagens da tecnologia utilizada pela BPM?
São inúmeras as vantagens do sistema pré-fabricado. Destacamos algumas:
– Produção em ambiente industrial, permitindo altíssima produtividade e controle de qualidade.
– Atendimento aos cronogramas, pois tem baixa interferência climática na planta industrial.
– Baixa possibilidade de erros de execução, pois trabalha com equipe altamente especializada.
– Alta velocidade de execução da montagem, diminuindo o período de execução em canteiro.

Além disso, a BPM Pré-Moldados possui seu próprio sistema de produção de concreto, composto por central de fabricação com misturador planetário, com monitoramento de umidade constante e dosagem de agregados a peso. Isso garante maior homogeneidade da mistura e otimização dos traços de concreto utilizados, assim como maior constância na resistência dos concretos produzidos, fatores fundamentais para a garantia da qualidade e durabilidade.

No Brasil, a construção modular com paredes de concreto ainda é pouco utilizada. Porém, é consagrada na Europa, na Ásia e na América do Norte. A BPM teve parceria com algum outro país para desenvolver a tecnologia?
Temos buscado aperfeiçoamento permanente nas tecnologias de fabricação de pré-fabricados. Para tanto, nossa equipe técnica está em constante contato com profissionais europeus para desenvolvimento técnico. Contamos com várias parcerias da Alemanha, Espanha e Itália no desenvolvimento de nossas soluções.

Comparativamente à alvenaria convencional, qual o ganho de tempo de construção de uma edificação com o sistema usado pela BPM?
O sistema BPM é muito rápido, trazendo ganho expressivo no cronograma da obra. Podemos utilizar o empreendimento de 7 prédios que estamos montando atualmente como exemplo. É possível construir dois prédios em paralelo, montando 1 pavimento de 4 apartamentos por semana, em cada bloco. Dessa forma, conseguimos montar 2 edifícios T+3 (térreo mais 3 pavimentos) em aproximadamente 1 mês, liberando 32 apartamentos para as equipes de instalações e acabamento finalizarem a obra.

Quais outras vantagens do sistema podem ser elencadas?
– Redução de patologias em geral.
– Controle de qualidade efetivo também na montagem: precisão dimensional, esquadros, prumadas e níveis perfeitos.
– Velocidade de execução tanto na fabricação quanto na montagem.
– Ausência de resíduos em geral e desperdício no canteiro.
– Redução de mão de obra no canteiro (apenas equipe de montagem).
– Dispensa de uso de madeira na obra.
– Dispensa o uso de reboco.
– Dispensa de escoramento das lajes alveolares protendidas.
– Flexibilidade de posicionamento (ou ausência) de paredes internas.
– Lajes com grandes vãos livres.
– Controle total de materiais evitando roubos e desvios no canteiro.
– Garantia do valor final da obra.
– Possibilidade de atendimento de várias faixas de mercado em função do padrão de acabamento a ser adotado.

Quanto à Norma de Desempenho (ABNT NBR 15575) principalmente às questões térmicas e acústicas, o sistema cumpre os requisitos?
As paredes de concreto já foram largamente testadas quanto ao atendimento da Norma de Desempenho, sendo que a pré-fabricação incorpora maior controle, velocidade e qualidade na execução. O sistema é respaldado por norma técnica própria, a ABNT NBR 16475:2017 (Painéis de parede de concreto pré-moldado – Requisitos e Procedimentos) que tem por objetivo assegurar todos os requisitos para o melhor desempenho do sistema.

Como a BPM treina suas equipes e qual o ganho, em termos de emprego de mão de obra, na comparação com a construção convencional?
A diferença é enorme. Nas fábricas temos sistemas controlados e automatizados, emprego de mão de obra bem menor, com baixa rotatividade e maior qualificação. Na etapa de montagem utilizamos uma equipe bem reduzida por conta do processo já incorporar boa parte das instalações (embutidas). Também não precisa de reboco e, portanto, temos zero retrabalho. Na obra temos somente conexões pré-determinadas e pequenos ajustes, para somente depois receber as esquadrias, instalações elétricas, gás e hidrossanitárias, revestimentos e pintura.   

Os sistemas que utilizam paredes de concreto são o futuro da construção, principalmente a voltada para o setor residencial?
Absolutamente, sim. Não é razoável continuar utilizando um sistema que empilha tijolos ou blocos, monta caixaria, escoramento e armaduras no canteiro, e ainda faz aberturas para instalações “in loco”, gerando assim uma infinidade de resíduos e perdas. Também não podemos esperar anos para entrega de obras. A velocidade, qualidade, menor custo e segurança geradas pelo sistema de paredes de concreto é o futuro da construção.

Em termos de custo, o sistema é competitivo?
O sistema é muito competitivo. Reduz drasticamente o prazo da obra, a incidência da mão de obra, a utilização de matérias-primas, incorporando qualidade e durabilidade à obra. Somente a redução do prazo da obra já seria uma grande vantagem, pois representa antecipação de receita e diminuição de custos indiretos e administrativos. A vantagem também é grande para o usuário, que poderá antecipar o uso de sua moradia. Esta é, sem dúvida, a grande inovação para a construção de prédios na atualidade.

Matéria publicada no Massa Cinzenta