Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

EDITORIAL - 65º NEWSLETTER - EDIÇÃO ESPECIAL 57

Prezados Associados,

O resultado de 1,2% do PIB nos três primeiros meses de 2021 foi surpreendente. A construção civil, no mesmo período, alcançou uma elevação de 2,1%, contribuindo para o desenvolvimento do país e mostrando sua força no cenário nacional. 

Contudo, há ainda incertezas não apenas na economia, mas também em nosso setor. A FGV estima que a construção pode não repetir o resultado do primeiro trimestre no segundo trimestre. A previsão da Fundação é que o PIB nacional possa crescer 4,2% e o da construção, 2,6%. No caso da construção, os desafios estão na inflação, elevação dos juros, custos com materiais, crescente endividamento das famílias, possíveis novas ondas de Covid-19, questão energética e demanda insuficiente.

Outra questão trazida na newsletter está ligada às reformas administrativa e tributária, que são necessárias para o país, mas que podem demorar a avançar ou até não avançarem devido às eleições de 2022. Por outro lado, foi publicado uma regulamentação do Marco Legal do Saneamento, que estabelece os critérios para comprovação de todos os contratos regulares em vigor, assim como o Congresso Nacional vetou três itens da nova Lei das Licitações.

Por fim, trazemos uma matéria sobre a Lei Geral do Licenciamento Ambiental, a informação sobre a Abece estar assumindo as comissões que coordenam as normas da ABNT relacionadas às pontes e alguns pontos trazidos por Marcelo Cuadrado, diretor técnico da Abcic, em sua apresentação no III Ciclo de Palestras da Engenharia Civil da Universidade Mackenzie.

Um abraço a todos.

Iria Lícia Oliva Doniak
Presidente Executiva