Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Nova norma técnica para enfrentar o desafio de cidades inteligentes

A ABNT fez o lançamento de mais um documento focado em cidades inteligentes. Trata-se da ABNT NBR ISO 37122:2020 - Cidades e comunidades sustentáveis — Indicadores para cidades inteligentes, norma internacional elaborada com a participação de especialistas brasileiros, através da Comissão de Estudo Especial de Cidades e Comunidades Sustentáveis (ABNT/CEE-268). 

“Tenho o máximo orgulho de lançar a norma no Brasil, esse momento é muito esperado”, declarou Alex Abiko, coordenador da ABNT/CEE-268. Professor titular em Gestão Urbana e Habitacional da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo desde 2002, Abiko destacou que a definição de cidade inteligente é dada pela norma. “Hoje, cidade inteligente é sinônimo de cidade tecnológica, informatizada, e isso é um engano, pois o termo é subordinado a cidade sustentável”.

Segundo o coordenador, a Comissão de Estudo está traduzindo e adaptando normas internacionais por muitas razões, e a principal delas é que no âmbito da International Organization for Standardization (ISO) trata-se de um assunto já discutido amplamente e aprovado. Mas também no Brasil a ABNT NBR ISO 37122:2020 foi um trabalho coletivo, com a participação de muitos especialistas de diferentes órgãos, sendo secretariado pela Dra. Iara Negreiros, também professora na Escola Politécnica da USP.

Para a webinar, foi convidado o subsecretário de Tecnologias de Cidades Inteligentes do Distrito Federal, Sr. Luciano Cunha de Sousa que já manifestou interesse nos indicadores. Também foi apresentado um vídeo do presidente do comitê técnico ISO TC 268, Sustainable Cities and Communities, do qual a Comissão de Estudo brasileira é espelho.

Na abertura do evento, Mario William Esper, presidente da ABNT ressaltou que a ABNT NBR ISO 37122:2020 traz indicadores que se destinam a auxiliar as cidades a orientar e avaliar o desempenho da gestão de seus serviços urbanos, bem como seu respectivo impacto na qualidade de vida. Além disso, a norma define cidade inteligente como aquela que aumenta o ritmo em que proporciona resultados de sustentabilidade social, econômica e ambiental, e que responde a desafios como mudanças climáticas, rápido crescimento populacional e instabilidades de ordem política e econômica, melhorando fundamentalmente a forma como engaja sociedade, entre outros impactos positivos.

O evento foi transmitido pelo canal da ABNT no youtube e pode ser conferido na íntegra pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=6CBuBcpG8rA.

Matéria publicada na ABNT