Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Ponte pré-fabricada de quase 1.000 m é instalada em 7 horas

No dia 5 de março de 2021, uma das pontes da Autobahn 45, em trecho próximo a Dortmund, na Alemanha, foi instalada no eixo rodoviário em pouco menos de 7 horas. Pré-fabricada com estrutura mista (concreto e aço) a obra de arte com 984,5 metros de comprimento foi montada paralelamente à estrada, a fim de não interromper o tráfego de veículos. Depois da demolição da antiga ponte, e da construção dos pilares da nova estrutura, a ponte foi movida lateralmente por cabos de aço até se encaixar na rodovia. O custo de construção e da operação fechou em 179 milhões de euros.

A estrutura de 30 mil toneladas foi deslocada por 19 metros e 15 centímetros em 6 horas e 50 minutos. Trata-se da obra de maior envergadura a passar por esse modelo de engenharia na Europa. O planejamento foi decisivo para o sucesso da operação. Ao longo de 1 ano, aconteceu uma série de simulações na Suíça para testar todos os riscos envolvendo o deslocamento da ponte. O projeto de substituição da antiga obra de arte, construída em 1967, foi concebido em 2013.

Todos os dias, cerca de 90.000 veículos passam pela ponte, que originalmente foi construída com 4 faixas (duas em direção a Dortmund e duas no sentido contrário, em direção a Frankfurt). A nova estrutura tem 3 faixas. Quando todo o complexo rodoviário for concluído, serão 6 faixas. “A operação bem-sucedida abre o caminho para futuros projetos de construção. Viabilizar uma ponte sem interromper o tráfego de veículos é particularmente importante em rotas movimentadas e uma vantagem imensa para as concessionárias”, afirma Elfriede Sauerwein-Braksiek, diretora da Autobahn GmbH, concessionária da A45.

Expectativa é de que tecnologia seja usada na reconstrução de duas novas pontes
Para deslocar a ponte foram conectadas 15 unidades hidráulicas com cabos de aço. “O viaduto foi puxado, em vez de empurrado”, diz Michael Neumann, gerente de projeto da Autobahn GmbH. Para fazer com que a estrutura deslizasse, foram instaladas vigas corrediças de concreto cobertas por teflon e untadas com graxa especial para reduzir o atrito. Também houve atenção com as condições meteorológicas na região, pois era necessário coincidir a operação com um dia ensolarado e pouco vento, a fim de facilitar a movimentação da estrutura. O planejamento permitiu que a ponte percorresse 30 metros por hora.

Ao longo da A45 existem 70 pontes e viadutos. Três outras obras de arte estão em reconstrução e existem planos de replicar a tecnologia de deslocamento em outras duas que serão reconstruídas. Além disso, a operação mobilizou todos setores de infraestrutura da Alemanha. “Isso mostra mais uma vez que os engenheiros civis podem estabelecer padrões elevados e, finalmente, alcançá-los”, avalia Enak Ferlemann, secretário do ministério de transportes do país. “Essa não é apenas uma conquista notável da engenharia, mas que deixa um legado inovador para ser aplicado em futuras obras”, completa.

Matéria publicada no Massa Cinzenta