Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Alta do preço de insumo pode frear construções

José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), alerta que o forte aumento do custo dos materiais de construção pode acabar freando o ritmo de novos empreendimentos imobiliários, que vem batendo recordo de vendas. No primeiro trimestre deste ano, 57,1% das companhias do setor apontaram a falta ou o alto custo dos Insumos como principal problema.

"Salta aos olhos como as empresas de construção estão tirando o pé do acelerador. Quando começa a haver aumentos de preços de unidade na planta, isso é um balde de água fria para as pessoas. Não sei como será daqui para frente", diz Martins.

O executivo lembra que as companhias venderam muitos imóveis na planta no ano passado, travaram o preço nos financiamentos contratos e, agora, precisam construir com custo elevado. "Se o custo aumenta, o empresário precisa absorver na margem. A incerteza continua grande e um imóvel não é um produto para entregar amanhã - são dois ou três anos para construir", completa.

Leia matéria completa publicada no jornal impresso do O Estado de São Paulo, no dia 11 de maio