Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Andaluzia promove projeto de 300 milhões para industrializar o setor da construção

A Junta de Andaluzia apresentou aos fundos do mecanismo de recuperação europeu ‘Next Generation’ um projeto avaliado em 300 milhões de euros e que visa a industrialização do setor da construção na região. Esta linha de ação visa transferir a maior parte das obras para a fábrica, proporcionando uma maior qualidade de incorporação imobiliária, a integração das energias renováveis na edificação e um maior conforto, saúde e eficiência energética para os utentes do edifício.

O Ministro da Transformação Econômica, Indústria, Conhecimento e Universidades, Rogelio Velasco, explicou que a iniciativa “fortalece a indústria e moderniza este setor, apostando na digitalização, na transição para uma economia de baixo carbono e mais circular, na utilização de recursos naturais e em edifícios inteligentes e ecossustentáveis”.

Este projeto visa atingir até 2026 uma produção industrializada de 20.000 edifícios, incluindo casas de desenvolvimento públicas e privadas, bem como edifícios industriais e terciários.

A promoção de edifícios ecossustentáveis industrializados irá reduzir a pegada ecológica em todas as fases do seu ciclo de vida, tendo em conta matérias-primas, materiais, produção, logística e distribuição, uso e gestão final dos edifícios. De acordo com a Estratégia de Geração de Emprego Ambiental em Andaluzia 2030, em um edifício 90% das emissões de CO2 são devidas ao seu aproveitamento durante sua vida útil (estimada em 60 anos), cerca de 8% é produzido durante a fabricação de materiais e 2% ocorre durante o processo de construção.

Velasco sublinhou que a construção constitui "um pilar fundamental para manter e recuperar a atividade económica na Andaluzia".

Leia a matéria na íntegra em espanhol publicada no Construible