Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

EDITORIAL - 34º NEWSLETTER - EDIÇÃO ESPECIAL 26

Prezados Associados,

Uma avaliação do Sinduscon-SP aponta que a indústria da construção retornou ao nível de atividade anterior à pandemia do novo coronavírus. Contudo, esse resultado ainda está longe do patamar de 2014, quando o segmento alcançou um elevado nível de crescimento. Mesmo assim, é uma informação positiva neste ano bastante desafiador.

Além disso, o levantamento da Abrainc mostrou que as vendas do setor imobiliário somaram 13.023 unidades em julho, o que corresponde a uma alta de 58,0% em relação a julho de 2019). Esse resultado representa o maior volume mensal vendido pelo segmento de incorporação desde maio de 2014. No trimestre móvel encerrado em julho, as vendas totalizaram 35.814 unidades, impondo uma alta de 25,5% em relação ao mesmo período de 2019.

Também em crescimento estão as vendas de cimento, que totalizaram 5,8 milhões de toneladas, em setembro, uma alta de 21,4% em relação ao mesmo mês de 2019. O segmento da autoconstrução e a continuidade das obras do setor imobiliário foram os principais vetores de consumo do produto. 


A retomada pode ser acelerada em 2021. Mas, é preciso que as reformas estruturantes (tributária e administrativa) realmente sejam implantadas. Nesse sentido, em um evento da CBIC, o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da comissão mista que analisa a reforma tributária, afirmou que pretende avançar no relatório e está construindo um calendário conjunto com o Senado com esse propósito.

Um abraço a todos!

Iria Lícia Oliva Doniak
Presidente Executiva