Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

EDITORIAL - 58º NEWSLETTER - EDIÇÃO ESPECIAL 50

Prezados Associados,

Um levantamento recente da CNI mostra que mais de 70% das empresas da indústria geral e do setor da construção continuam com dificuldade em obter insumos e matérias-primas nacionais e importadas e de atender seus clientes. Na avaliação do Sinduscon-SP, o desabastecimento da maioria dos materiais de construção deverá acabar em algum momento. Mas, insumos com preços atrelados ao mercado externo e exportáveis ainda terão elevações de preços substanciais em função da demanda lá fora e da atratividade da desvalorização cambial.

Nesse sentido, o Boletim Focus estima que taxa de câmbio deve encerrar o ano a R$5,40, enquanto o PIB deve terminar o ano em 3,04% e a o IPCA, em 4,92%. No caso da área da indústria de materiais da construção, a Abramat divulgou um crescimento de 15,6% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Dois aspectos importantes levantados em matérias na newsletter é que o setor da construção deve apresentar uma elevação neste ano, ainda mais se houver uma aceleração da campanha de imunização pelo país, e que o investimento ESG (meio ambiente, sociedade e governança) tem sido crescente no segmento. 

Além disso, é com muita alegria que celebramos o aniversário de duas importantes entidades, que são parceiras e têm total sinergia com a Abcic: a ABCP, que completa 85 anos, e a Abrainc, que chega aos 8 anos de atividades. A ABCP foi fundamental para a criação de nossa entidade e continua a nos apoiar no desenvolvimento de nosso setor. Já a Abrainc tem atuado em diversos contextos, com envolvimento direto da Abcic, como o Prêmio Produtividade e outras ações no âmbito institucional.

A newsletter destaca ainda a publicação da nova edição da Revista Industrializar em Concreto e a realização de eventos na próxima semana, que terão a pré-fabricação de concreto como tema central. Por fim, há ainda uma matéria sobre a entrada em vigor da Lei das Licitações em 2023 e como os decretos municipais estão impactando as obras pelo país.

Um abraço a todos!

Iria Lícia Oliva Doniak
Presidente Executiva