Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

EDITORIAL - 78º NEWSLETTER - EDIÇÃO ESPECIAL 70

A principal notícia na área da construção foi a divulgação pelo IBGE do PIB do setor, que 2,7% no segundo trimestre de 2021, na comparação com o primeiro. O resultado mostra uma retomada consistente da atividade, já que no primeiro trimestre foi registrado o aumento de 2,1%. Além disso, o segmento tem apresentado resiliência no enfrentamento das dificuldades surgidas desde o início da pandemia.

Contudo, é importante ressaltar que o setor ainda convive com a elevação de  34,52% dos preços dos insumos no acumulado de 12 meses até julho, puxados por altas como as dos preços dos materiais metálicos, que subiram 84,09%. Somado a isso, há também a ligeira queda do PIB brasileiro no segundo trimestre, que contrariou a expectativa da maioria do mercado.

Nesta semana, destacamos também três temas: a criação de um novo concreto de altíssimo desempenho em um laboratório da Universidade de Nakazawa, que chegou a 400 MPa de resistência à compressão; a discussão sobre os parâmetros de avaliação dos fatores ESG em grandes empresas; e os motivos por haver ainda obras paradas no Brasil.  

Por fim, a newsletter traz a divulgação dos dados da Abramat sobre a indústria de materiais da construção, que segue otimista; uma matéria técnica sobre a produção de cimento com menos impacto ambiental; e uma avaliação sobre como as queimadas prejudicam as atividades da construção. 

Um abraço a todos.

Iria Lícia Oliva Doniak
Presidente Executiva