Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Lançamentos e vendas da incorporação mantêm ritmo positivo e abrem 2021 em alta

No último trimestre móvel, número de unidades lançadas apresentou alta de 16,5%, resultado similar ao registrado para as vendas do segmento

De acordo com as últimas informações compartilhadas por 18 empresas associadas à Abrainc – Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, os lançamentos de imóveis somaram 40.997 unidades no último trimestre móvel (que inclui novembro/2020, dezembro/2020 e janeiro/2021), contribuindo para uma alta de 16,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Considerando esse resultado, o número de unidades lançadas nos últimos 12 meses totalizou 125.538 imóveis novos no mercado, superando em 5,5% a quantidade registrada nos 12 meses precedentes.

Comparativamente, foram vendidas 36.748 unidades no último trimestre móvel, o que representa uma alta de 16,5% em relação ao volume comercializado no mesmo período do ano anterior. Já no acumulado nos últimos 12 meses encerrados em janeiro, as 141.856 unidades comercializadas superaram em 21,0% o volume transacionado no período precedente. Acompanhando esse desempenho, as vendas líquidas, calculadas com base no volume de vendas e de distratos em um dado intervalo de tempo, cresceram 17,4% no último trimestre móvel e 21,8%, nos últimos 12 meses.

Na ótica por segmento, os empreendimentos participantes do Programa Casa Verde Amarela (CVA) mantêm sua posição de destaque, sendo responsáveis por 82,9% dos lançamentos e 81,6% das vendas residenciais nos últimos 12 meses. Em termos de unidades lançadas, o segmento registrou alta de 12,1% no último trimestre móvel e de 10,0%, nos últimos 12 meses. Com respeito às vendas do segmento, o a alta registrada foi de 26,2% nas unidades comercializadas no último trimestre móvel, contribuindo para um avanço de 34,2% no acumulado dos últimos 12 meses.

Finalmente, os lançamentos de empreendimentos classificados no segmento de Médio e Alto Padrão (MAP) apresentaram alta expressiva de 36,3% no último trimestre móvel. Em contraste, considerando os últimos 12 meses, o segmento acumula uma queda de 11,4% na quantidade de unidades lançadas. Em relação à comercialização, as vendas declinaram 11,9% no último trimestre móvel e 12,0%, no acumulado dos últimos 12 meses.

Veja o estudo.

Matéria publicada na Abrainc