Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Veja o que muda na principal norma técnica para pontes e viadutos

Em palestra virtual para o Instituto de Engenharia, o engenheiro civil Julio Timermann, vice-presidente do IBRACON (Instituto Brasileiro do Concreto), explica as principais atualizações promovidas pela comissão encarregada de revisar a ABNT NBR 7187 – Projeto de pontes de concreto armado e pontes de concreto protendido. O texto já esteve em consulta pública e agora prepara-se para uma segunda consulta pública, ainda sem data definida.  

A nova versão da norma técnica torna-se mais abrangente, o que leva a alterações em sua nomenclatura. Agora passa a se chamar ABNT NBR 7187 – Projeto de pontes, viadutos e passarelas de concreto – Procedimento. Timermann define a importância da norma para projetistas e construtores. “Para os engenheiros de estruturas de pontes, viadutos e passarelas de concreto, ela é tão importante quanto a 6118 (ABNT NBR 6118 – Projeto de estruturas de concreto – Procedimento). A 6118 é a norma-mãe, mas diria que a 7187 é a ‘6118’ para as estruturas de pontes, viadutos e passarelas”, resume. 

A expectativa é que a versão atualizada da ABNT NBR 7187 entre em vigor ainda em 2021 -provavelmente no segundo semestre. Antiga NB 2, que dominou os cálculos e execuções de pontes de concreto armado entre 1946 e 1981, a 7187 foi publicada pela primeira vez em 1982. Desde então, já sofreu 3 revisões. Em 1987, quando passou a abranger também o concreto protendido, em 2003 e, agora, em 2021. 

Nova norma se relaciona com outras 10 normas técnicas 
O processo de revisão da ABNT NBR 7187 é fruto de 38 reuniões, com participação de 92 especialistas que representam 55 organismos vinculados à construção civil. Julio Timermann relata que a nova norma se relaciona com outras 10 normas técnicas em seu texto de 75 páginas. São elas:

– ABNT NBR 7188:2013 – Carga móvel e rodoviária e de pedestres em pontes, viadutos, passarelas e outras estruturas 

– ABNT NBR 9452:2019 – Inspeção de pontes, viadutos e passarelas de concreto 

– ABNT NBR 16694:2020 – Projeto de pontes rodoviárias de aço e mistas de aço e concreto 

– ANBT NBR 6118:2014 – Projeto de estruturas de concreto – Procedimento 

– ABNT NBR 6122:2019 – Projeto e execução de fundações  

– ABNT NBR 6123 (em processo de revisão) – Forças devidas ao vento em edificações 

– ABNT NBR 8681:2004 – Ações e segurança nas estruturas 

– ABNT NBR 9062:2017 – Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado 

– ABNT NBR 14931 (em processo de revisão) – Execução de estruturas de concreto 

– ABNT NBR 15421:2006 – Projeto de estruturas resistentes a sismos

O processo de revisão da ABNT NBR 7187 começou em 2016 e está a cargo da comissão de estudo especial de pontes de concreto simples, armado e protendido – a ABNT/CEE-231. Julio Timermann explica as duas principais razões que levaram à revisão da norma técnica. Uma delas é que a versão de 2003 não contempla pontes estaiadas. A outra é que os novos protocolos da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) recomendam revisões periódicas das normas técnicas em períodos de 5 anos. Caso contrário, correm o risco de ser canceladas.

Assista ao conteúdo completo da palestra

Matéria publicada no Massa Cinzenta