Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

GT de Incentivo à Construção Industrializada realiza primeira reunião

No âmbito do Edital de Chamamento Público nº 3/2019 do Ministério da Economia foi criado um grupo de trabalho para elaboração e coordenação das ações relacionadas à meta 9 – Incentivo à construção industrializada.

Realizada no último dia 3, a reunião convocada pela Rede Catarinense de Inovação (Recepeti), vencedora do referido Edital, contou com a participação de representantes:

  • Câmara Brasileira da Construção (CBIC)
  • Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat)
  • Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (Abcic)
  • Instituto Aço Brasil
  • Associação Brasileira do Drywall (Drywall)

O Edital contém outras oito metas e as ações visam contribuir para a redução da burocracia no setor de construção civil e para o aumento da sua produtividade e competitividade, por intermédio de atividades que promovam a convergência de códigos de obras e edificações, melhorias nos processos de concessão de alvará de construção, a disseminação do Building Information Modeling (BIM), bem como ações de incentivo à coordenação modular e à construção industrializada no Brasil.

Os objetivos estabelecidos no Edital para a meta 9, são:

  • Elaboração de planejamento estratégico para a difusão da construção industrializada no Brasil (Elaboração de documentos: estudo para proposta de equalização tributária na cadeia da construção civil; estudo para novos modelos de financiamento; estudo para alterações necessárias na Lei nº 8.666/93).
  • Ações de comunicação e disseminação (Realização de pelo menos três eventos e um vídeo).

O GT não estará restrito às entidades participantes desta primeira agenda. A Recepeti solicitou indicações de outras entidades que possam agregar aos objetivos do grupo, que será coordenado pela Abramat.

Durante a reunião foram apresentados os materiais desenvolvidos pelas entidades da indústria da construção que podem servir de base para a elaboração do planejamento estratégico e foi consensado ainda que as ações estão convergentes ao estabelecido no projeto Construção 2030 e que poderão ser somados aos esforços da cadeia produtiva e academia já mobilizados para o aumento da competitividade do setor.

Matéria publicada na Agência CBIC