Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Paraná recebe Programa pelo Emprego e Competitividade

Crédito: Adriano Oltramari/Sebrae-PR

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, lançou no dia 13 de junho, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), em Curitiba, o programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade. O lançamento, que tem a parceria do Sebrae, contou com as presenças do governador do Estado, Carlos Ratinho Massa Júnior, do secretário nacional de Desenvolvimento, Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, Caio Megale, do presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles e do presidente da Fiep, Edson Campagnolo. 

“Trata-se de uma agenda focada em seis pilares que vão atacar os grandes problemas brasileiros”, disse Costa, que ressaltou que é preciso promover as reformas estruturais para recuperar o equilíbrio fiscal do Estado brasileiro. “Em primeiro lugar, a reforma da previdência, depois as privatizações e a reforma do Estado, reduzindo os custos administrativos”, declarou. De acordo com o secretário, “a partir daí, começamos uma agenda positiva, uma agenda de geração de emprego, com mais produtividade nas empresas”.

Os seis pontos da Mobilização pelo Emprego e Produtividade são: Simplifica (remoção de obstáculos à produtividade e à competitividade, com diminuição do custo Brasil e de entraves burocráticos), Pro-Mercados (atacar barreiras ao pleno funcionamento dos mercados e à falta de planejamento de longo prazo para infraestrutura), Pro-Infra (investimentos privados em infraestrutura), Emprega + (focado na melhoria da qualificação profissional) Brasil 4.0 (voltado à  qualificação das empresas em habilidades gerenciais) Programa de Micro e Pequenas Empresas (com incentivos aos pequenos negócios).

A Abcic esteve presente neste importante evento, por meio da participação do vice-presidente do Conselho Estratégico, Guilherme Philippi, que destacou a busca do Governo pela simplificação de temas atualmente hostis às empresas como: e-Social, Bloco K e NR-12. “O Governo Federal está com uma agenda positiva e alinhada aos interesses das empresas”, afirmou. 

Para Philippi, outro ponto que chamou a atenção foi o incentivo do Governo Federal à construção industrializada como forma de aumentar a produtividade do País. “Será buscada a equalização tributária entre a construção industrializada e a construção tradicional, um pleito há muito tempo demandado por entidades como a ABCIC”, acrescentou.

Philippi ainda contou que, por meio do SEBRAE, será feita a capacitação de 300 mil empresas no tema Indústria 4.0, visando à elevação da produtividade e a absorção de novas tecnologias.

O programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade inclui um webaplicativo, também lançado no evento. Neste aplicativo, os empresários podem informar qual o principal problema que enfrentam. “Até agora o maior problema apontado pelos empresários foi a burocracia, com o excesso de regulação”, informou o secretário. O Paraná é o terceiro estado brasileiro a receber o lançamento, que já ocorreu em Minas Gerais e Santa Catarina. 

- Com informações da Agência FIEP