Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Reforma da Previdência será ponto de virada para o país, diz Bolsonaro

Crédito: Alan Santos/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), no dia 11 de junho, para receber a Ordem do Mérito Industrial São Paulo, destinada a personalidades e instituições nacionais e estrangeiras dignas do reconhecimento ou da admiração da indústria. Acompanharam o presidente, os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e da Economia, Paulo Guedes. Para dar as boas-vindas, o Hino Nacional foi executado pelo maestro João Carlos Martins com o Quarteto da Bachiana Filarmônica Sesi-SP. 

Em seu discurso, Bolsonaro enfatizou que a aprovação da Nova Previdência será um ponto de virada para o país. “Tudo virá após essa nossa reforma [da Previdência]. É um sinal que estamos dando para dentro e para fora do Brasil. Estamos fazendo o dever de casa. Ninguém vai investir em um país que não está dando certo. Se estou aqui, é porque acredito nos senhores e, se estão aqui, é porque acreditam no Brasil”. 

Entre as missões atribuídas por ele ao ministro Paulo Guedes estão a desburocratização e a diminuição dos impostos, “em quantidade e em porcentual também”, lembrou Bolsonaro. O presidente rememorou sua trajetória de 28 anos como parlamentar e disse que, de forma independente, decidiu sair de sua zona de conforto para tentar mudar o destino do Brasil. “Depois de chegar à Presidência, começamos a colocar em prática aquilo que havia prometido durante a campanha”, pontuou, explicando que tira das dificuldades a força para seguir adiante.

Na ocasião, participaram cerca de mil diretores da Fiesp e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), presidentes de sindicatos e empresários de diversos setores, entre eles, tecnologia, comércio e serviços. A Abcic participou do evento por meio das presenças da presidente executiva, Íria Doniak, e do membro do Conselho Estratégico, Carlos Gennari, que respectivamente integram a Diretoria do DECONCIC (Departamento da Indústria da Construção) e do CONSIC (Conselho Superior da Indústria da Construção) da Fiesp. 

“Como brasileiros e representantes de um setor, membros da estrutura da FIESP, entendemos que neste momento o apoio às ações propostas pelo governo é de fundamental importância, as reformas, em especial a da previdência, são vitais para o desenvolvimento da economia. Estar entre os setores produtores representados no evento é uma demonstração de que estamos alinhados” pontuou Íria Doniak, Presidente Executiva da Abcic.  

O presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, recebeu o presidente e os ministros e retribuiu o respeito que Jair Bolsonaro tem em relação às classes produtivas. “Estamos alinhados com a agenda econômica do governo”, disse ele, reiterando o apoio à reforma da Previdência. “Sua aprovação abrirá portas para o ajuste fiscal, o combate ao desperdício, a modernização do Estado, a desburocratização, e a reforma tributária.” Além disso, acrescentou, irá gerar uma expectativa positiva na economia, criando condições favoráveis para a necessária retomada do crescimento e do emprego.

Segundo ele, quando o Brasil superar essas reformas, estará pronto para entrar de fato na era da quarta revolução industrial, da inteligência artificial, da internet das coisas. Ou seja, abraçar a agenda da inovação tecnológica, para a qual precisará de profissionais qualificados.

- Com informações do Portal FIESP