Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Serviço social da construção toma medidas para enfrentar o Covid-19

Atendendo às recomendações do Ministério da Saúde para enfrentar a pandemia do coronavírus (Covid-19), o Serviço Social da Construção Civil de São Paulo (Seconci-SP) decidiu, a partir de quarta (18), atender os casos de urgência/emergência, com equipe médica preparada para orientar e encaminhar os casos suspeitos de coronavírus às unidades de referência.

Confira as demais medidas:

Atendimento assistencial

  • Atender os casos de urgência/emergência (médicos e odontológicos), com equipe médica preparada para orientar e encaminhar os casos suspeitos de coronavírus às unidades de referência
  • Suspender até 17 de abril as consultas médicas, odontológicas e de fisioterapia
  • Por serem invasivos, os exames de espirometria, fibronasoscopia e endoscopia digestiva estão suspensos nesse período

Saúde e segurança do trabalho

  • Atender os exames admissionais, demissionais e de retorno ao trabalho
  • Suspender os exames periódicos e de mudança de função até 17 de abril
  • Cancelar os treinamentos e as palestras internas e in company da Engenharia de Segurança do trabalho nesse período
  • Adiar as medições quantitativas nos locais de trabalho. As equipes dessa área continuarão realizando as tarefas administrativas e estarão disponíveis por telefone.

As medidas poderão ser reavaliadas em função da evolução da dispersão do coronavírus.

No entanto, os trabalhadores com febre, coriza, tosse, dor de garganta intensa e dificuldade de respirar devem ser encaminhados diretamente às unidades de saúde de referência. 

Matéria publicada no site do Seconci